Reabilitação da qualidade de vida para o fumante!

Você é fumante ou conhece alguém que é? Vamos abordar sobre a importância do cuidado à saúde com medicamentos manipulados que podem ser um aliado na reabilitação da saúde cardíaca.

O tabaco é uma das principais causas evitáveis de mortes em todo mundo. Estima-se que, durante o século XX, cem milhões de pessoas faleceram devido ao seu consumo, sendo o hábito de fumar responsável por 12% da mortalidade adulta mundial.

A cada ano, aproximadamente, cinco milhões de pessoas morrem por doenças relacionadas ao tabaco e a previsão é que, persistindo o atual modelo de consumo, em 2020, serão dez milhões de mortes ao ano, sendo que 70% dessas perdas ocorrerão nos países em desenvolvimento, segundo Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

No Brasil, o ato de fumar é responsável por:

  • 200 mil mortes por ano (23 pessoas por hora).
  • 25% das mortes causadas por doença coronariana – angina e infarto do miocárdio.
  • 45% das mortes por infarto agudo do miocárdio na faixa etária abaixo de 65 anos.
  • 85% das mortes causadas por bronquite crônica e enfisema pulmonar (doença pulmonar obstrutiva crônica).
  • 90% dos casos de câncer no pulmão (entre os 10% restantes, 1/3 é de fumantes passivos).
  • 25% das doenças vasculares (entre elas, derrame cerebral).
  • 30% das mortes decorrentes de outros tipos de câncer (de boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo de útero, leucemia).

Fonte: Fundação do Câncer

Parar de fumar requer planejamento e disciplina e os benefícios à saúde e bem-estar são sentidos logo nos primeiros momentos sem cigarros. Alguns deles são:

  • Em 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal.
  • Em 2 horas, não há mais nicotina no sangue.
  • Em 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza.
  • Em 2 dias, os aromas e sabores dos alimentos são mais percebidos.

Fonte: Fundação do Câncer

“O tabaco é uma ameaça para todos. Agrava a pobreza, reduz a produtividade econômica, afeta negativamente a escolha dos alimentos consumidos nas residências e polui o ar em ambientes fechados”, afirmou a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, em um comunicado.

Temos inclusive um dia para relembrar a importância da luta diária contra o tabagismo:

31 de Maio – DIA MUNDIAL SEM TABACO

O Dia Mundial sem Tabaco foi criado em 1987 pelos estados membros da OMS com objetivo de atrair a atenção do mundo para a epidemia do tabagismo e as doenças e mortes, evitáveis, relacionadas ao uso do tabaco – OMS.
Feita essas considerações vamos ao tema chave deste texto que é o Resveratrol e Pycnogenol, segundo estudos há uma excelente melhora no sistema cardíaco do fumante ou ex-fumante, mas não se esqueça pare o quanto antes de fumar!

O hábito de fumar está relacionado ao status crônico inflamatório e de desequilíbrio oxidativo. Normalmente, o fumante tem suas defesas antioxidantes depletadas, devido ao boom de radicais livres, o que traz consequências que vão além do simples envelhecimento precoce. Riscos cardiovasculares são um destes riscos, já que a perda da flexibilidade vascular e o dano ao DNA celular devido aos compostos tóxicos inalados são fortes fatores de risco para doenças coronarianas. Compostos naturais, como os polifenóis estão entre os ativos que podem amenizar este processo, diminuindo seus riscos em longo prazo.

A suplementação com Resveratrol melhora status antioxidante e reduz marcadores de risco
cardiovascular em fumantes “saudáveis” e o Pycnogenol® reduz significativamente os radicais livres.

Estudo randomizado avaliou o efeito da suplementação de fumantes com Resveratrol em curto prazo.

Neste estudo, 50 fumantes adultos “saudáveis” foram aleatoriamente alocados em dois grupos para constituir os seguintes protocolos de tratamento, com duração de cada etapa de 30 dias (suplementação, washout e placebo).

Resultados:

  • Observou-se redução nos níveis de proteína C reativa (marcador inflamatório) e das concentrações de triglicerídeos no plasma dos fumantes quando suplementados (razão suplementação/placebo = 0,47 e 0,71 respectivamente);
  • Já é sabido que o status antioxidante de fumantes é menor do que pessoas saudáveis e mesmos aquelas com desordens cardiovasculares. Assim, observou-se que o status antioxidante também foi significativamente aumentado com o uso do Resveratrol;
  • Não foram observadas alterações na pressão arterial, peso corporal, medida de circunferência, concentração de enzimas hepáticas, colesterol, insulina, glicose e ácido úrico com o tratamento.

Devido às suas características anti-inflamatórias, antioxidantes e de redução de triglicerídeos, a suplementação de fumantes “saudáveis” com Resveratrol tem efeitos positivos no risco cardiovascular a que estes indivíduos estão expostos.

Outro estudo, com 78 fumantes, verificou que a suplementação diária com o antioxidante Pycnogenol® por um período de oito semanas seguidas de duas semanas de washout foi eficaz na redução de 25% a concentração de metabólitos reativos do oxigênio dos indivíduos suplementados em comparação com o grupo controle. Após a interrupção da suplementação o nível dos mesmos metabólitos aumentou, sugerindo que o Pycnogenol® também reduz significativamente as espécies reativas de oxigênio do plasma de fumantes.

As propostas terapêuticas incluem cápsula combinada de Resveratrol com Pycnogenol®, ambos antioxidantes e com testes positivos e benéficos em fumantes.

A posologia é conforme orientação médica, não deixe de mostrar ao seu médico essa sugestão de Resveratrol + Pycnogenol®.

Contra indicações e Precauções:

Suplementos com Resveratrol não devem ser administrados a mulheres grávidas ou em fase de lactação, pois ainda não foi estabelecida essa segurança. Mulheres com histórico de câncer induzido por estrógenos, tal como câncer de mama, de ovário ou de útero, devem evitar o consumo de Resveratrol, pois este apresenta estrutura química similar ao estrógeno sintético Dietil-betaestradiol sugerindo que o Resveratrol possa agir como agonista estrogênico.

Procure um especialista para iniciar o tratamento com os homeopáticos e manipulados que indicamos. E acesse nossa loja virtual com mais sugestões de medicamentos.

Consulte o seu cardiologista e quaisquer dúvidas fale conosco.

Obrigado!

Referências:

1. OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde), disponível no site: http://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=574:tabagismo&Itemid=463
2. Fundação do câncer, disponível no site: https://www.cancer.org.br/sobre-o-cancer/prevencao/tabagismo/
3. Material Pharmaceutical – consultoria.
4. Departamento técnico da Farmácia Sempre Viva (Fornecedores: Fagron, Infinity Pharma)

Estudos:

Anti-inflammatory and antioxidant effects of resveratrol in healthy smokers a randomized, double-blind, placebo-controlled, cross-over trial. Bo S, Ciccone G, Castiglione A, Gambino R, De Michieli F, Villois P, Durazzo M, Cavallo-Perin P, Cassader M.
A controlled study shows daily intake of 50 mg of French Pine Bark Extract (Pycnogenol®) lowers plasma reactive oxygen metabolites in healthy smokers. Belcaro G, Hu S, Cesarone MR, Dugall M.

Graduando em administração, libriano e proseador. Sou mineiro de sangue, gosto muito de desafios novos seja no campo social, político, saúde e dia-a-dia (a boa conversa cotidiana, refletindo sobre tudo um pouco).

Lucas Bueno
Lucas Bueno
Graduando em administração, libriano e proseador. Sou mineiro de sangue, gosto muito de desafios novos seja no campo social, político, saúde e dia-a-dia (a boa conversa cotidiana, refletindo sobre tudo um pouco).