Compulsão alimentar: o que devo fazer?

Exagerar na quantidade de comida ou na frequência das refeições é um problema do qual somos, muitas vezes, reféns, não é mesmo? 

Ainda que tal comportamento seja comum e não incorra em muitas consequências, se praticado apenas em raras ocasiões, não deve ser confundido com o transtorno da compulsão alimentar, que é um quadro grave que afeta a saúde física e psicológica de muitos pacientes. 

O distúrbio em questão é caracterizado pela necessidade, muitas vezes irracional, de consumir grandes quantidades de alimentos em um período curto de tempo. É comum que a ação venha atrelada a sentimentos profundos de culpa e tristeza. O quadro pode ser manifestado pela compulsão por doces ou outros alimentos. 

Esse é um problema muito comum e passa sem ser notado por grande parte das pessoas, que atribuem seu comportamento à ansiedade ou outros sentimentos passageiros. Existem, entretanto, suplementos eficientes no combate a esse problema. Abaixo, você encontrará mais informações sobre os possíveis cursos de ação para abolir esse comportamento da sua vida de uma vez por todas. 

O que configura a compulsão alimentar? 

O principal fator que leva o paciente a ingerir grandes quantidades de alimentos é a falta de controle de seus impulsos. A compulsão alimentar pode ser ocasionada por diversos fatores emocionais e físicos, agravados por problemas como a baixa autoestima e a ansiedade. 

É notável também a influência que a depressão e o estresse excessivo têm no desenvolvimento do quadro. Muita vezes, o ato de comer faz com que o paciente sinta-se menos ansioso e menos triste, o que faz com que suas refeições sejam prolongadas. Em consequência da ingestão exagerada, sentimentos de culpa e tristeza retornam, fazendo com que o paciente procure, mais uma vez, uma solução na comida. 

Alguns comportamentos específicos podem ajudar a diagnosticar o quadro, são eles: 

  • Comer escondido;
  • Comer muito rápido;
  • Realizar refeições em horas do dia não usuais;
  • Comer sem fome; 
  • Sentimentos de culpa relacionados às refeições.

Como resolver o problema? 

A compulsão alimentar não é, de maneira alguma, um problema impossível de se resolver. Com algumas práticas e auxílio de suplementos, você poderá se ver livre dessa questão. Entenda melhor abaixo.

Atente-se à raiz do problema

A compulsão alimentar é um problema que, em muitos casos, tem causas psicológicas. Portanto, procurar o auxílio de um profissional da saúde mental é sempre o melhor a ser feito. 

Diminua o consumo de açúcar

A compulsão por doces é uma grande parte do problema. Isso ocorre porque o açúcar é extremamente viciante. O uso de alternativas ao açúcar refinado e o corte total de alimentos açucarados é uma opção para aqueles que querem se ver livres dos problemas causados pela compulsão alimentar. 

Utilize extratos naturais e suplementos

O uso desses itens pode ajudar e muito na sua jornada contra a compulsão alimentar. O Citrimax, por exemplo, é um extrato natural de plantas que ajuda na saciedade, diminui o apetite, inibe a produção de gordura e muito mais. 

Por outro lado, se o seu problema está no açúcar, o Saffrin pode ajudar inibindo o apetite, além de atuar como um captor de serotonina, controlando dos níveis de ansiedade.

Acabe com a sua compulsão por doces e outros alimentos

Apesar de ser um problema grave, a compulsão alimentar não é insuperável. Com a adoção de práticas mais saudáveis e o uso de suplementos como o Citrimax e o Saffrin, você pode deixar o exagero nas refeições no passado. 

A Farmácia Sempre Viva se preocupa com questões como essas, por isso, sempre publicamos conteúdo sobre os mais diferentes problemas em nosso blog. Nele, você poderá encontrar soluções para os mais variados problemas e alcançar uma melhor qualidade de vida.

Veja mais: ​Sucupira​ – ​Óleo de Copaíba​ – ​Dolomita​ – ​Vitamina D3

Imagem padrão
Vivian Costa
Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: https://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/
Artigos: 260

Deixe uma resposta