Uma doença autoimune que atinge 2% a 8% dos adultos no mundo, sendo que 80% dos casos são mulheres, com idade entre 35 a 50 anos. Você já deve ter sentido fadiga, distúrbios no seu sono, dores de cabeça, ansiedade e depressão, patologias que muitas vezes são relacionadas a um dia a dia estressante e com muitas atividades.

Mas você já parou para pensar que se os incômodos persistem é um sinal de que há algo de errado? E que se você não tratar os sintomas que eu mencionei acima podem complicar ainda mais desencadeando uma Fibromialgia?!

Sintomas da Fibromialgia

São vários sintomas que incomodam, mas para ser diagnosticada segundo a SBED (Sociedade Brasileira para Estudo da Dor) destaca-se:

  • Dor generalizada: a dor associada à fibromialgia é constantemente descrita como uma dor presente em diversas partes do corpo e que demoram pelo menos três meses para passar;
  • Fadiga: pessoas portadoras dessa síndrome frequentemente acordam já se sentindo cansadas, mesmo que tenham dormido por muitas horas. O sono também é constantemente interrompido por causa da dor, e muitos pacientes apresentam outros problemas relativos ao sono, a exemplo da apneia e insônia;
  • Dificuldades cognitivas: para os portadores de fibromialgia, é mais difícil se concentrar, prestar atenção e focar em atividades que demandem esforço mental e dificuldade com a memória;
  • Dor de cabeça recorrente ou enxaqueca clássica, dor pélvica e dor abdominal sem causa identificada (Síndrome do intestino irritável);
  • Dormência e formigamento nas mãos e nos pés;
  • Palpitações;
  • Redução na capacidade de se exercitar.  

Fonte: SBED (Sociedade Brasileira para Estudo da Dor)

http://www.sbed.org.br/lermais_materias.php?cd_materias=473 (Ministério da Saúde)

Fibromialgia – Pontos de dor

Tratamento

Os tratamentos para a fibromialgia incluem medicamentos e também mudanças dos hábitos na rotina do dia a dia, de forma bem prática listamos algumas dicas para você (vale reforçar que se você estiver com dores graves deve ser consultado um especialista):

  • Uma dieta balanceada: frutas, legumes, verduras, grãos e proteína (consulte um especialista);
  • Mantenha uma rotina de descanso (evite distrações quando for dormir e busque relaxar sem nenhum som ou iluminação que incomode);
  • Busque exercitar-se diariamente (alongamento, caminhada, academia – só não vale ficar parado);
  • Preserve sua saúde com uma boa dose de água diária (1 a 2 litros);
  • Quebre a rotina, faça coisas do seu cotidiano de modo diferente (novidades fazem bem a memória);
  • Aproveite para ler um bom livro ou um e-book (você exercita a criatividade, cria uma dinâmica maior dos seus pensamentos e vocabulários);

Para fechar as dicas temos alguns medicamentos naturais que ajudam no ganho de energia e no equilibro da sua mente e corpo:

A fibromialgia tem cura!

Mas é necessária dedicação do portador da doença, com envolvimento direto das pessoas que o cercam demonstrando motivação e afeto. É possível reverter o quadro de dores crônicas em busca de uma qualidade de vida com bem-estar e harmonia do corpo e mente.

Se você tem interesse em algum manipulado, você pode encontrar na Farmácia Sempre Viva. Caso queira, pode falar também com nossa farmacêutica ou comigo através do e-mail contato@farmaciasempreviva.com.br, telefone (35) 3622-5658 ou WhatsApp: (35) 9 8856-4673.

Até a próxima, tchau!

Graduando em administração, libriano e proseador. Sou mineiro de sangue, gosto muito de desafios novos seja no campo social, político, saúde e dia-a-dia (a boa conversa cotidiana, refletindo sobre tudo um pouco).

Lucas Bueno
Lucas Bueno
Graduando em administração, libriano e proseador. Sou mineiro de sangue, gosto muito de desafios novos seja no campo social, político, saúde e dia-a-dia (a boa conversa cotidiana, refletindo sobre tudo um pouco).