pessoa sentada na cama com as mãos na cabeça e sentido os principais sintomas da bronquite

Sintomas de bronquite: principais sinais e como tratar

A bronquite é uma doença respiratória muito comum e requer atenção. É fundamental conhecer os principais sintomas dessa doença, pois, quanto antes for diagnosticada, mais rapidamente será tratada e não evoluirá para um quadro mais grave.

Neste artigo, vamos falar sobre os principais sintomas de bronquite aguda e crônica para ajudá-lo a identificá-los. Além disso, mostraremos os fatores de risco que afetam a bronquite, complicações graves em decorrência da doença, como tratá-la e preveni-la. Acompanhe!

O que é bronquite?

Bronquite é uma doença respiratória caracterizada por inflamação dos brônquios, que são as passagens que permitem a entrada e saída do ar dos pulmões. A bronquite pode ser aguda ou crônica, e os sintomas incluem tosse, produção de muco, dificuldade para respirar, cansaço e dor no peito. Os tratamentos convencionais constituem remédios para aliviar sintomas, repouso e mudanças no estilo de vida.

Tipos de bronquite

Como mencionamos, a bronquite pode ser aguda ou crônica. A bronquite aguda é causada por infecções virais ou bacterianas, enquanto a bronquite crônica é causada por fatores como exposição a substâncias irritantes (ex.: fumaça de cigarro) e alergias. 

A bronquite aguda é normalmente reversível e geralmente desaparece após alguns dias, enquanto a bronquite crônica é uma doença de longa duração que requer tratamento contínuo para manter os sintomas sob controle.

Quais os sintomas da bronquite?

A seguir, confira os principais sintomas associados a cada tipo de bronquite.

Sintomas de bronquite aguda

Os sintomas da bronquite aguda incluem tosse, produção de muco, dificuldade para respirar, cansaço e dor no peito. Alguns pacientes também podem experimentar febre, arrepios, dor de garganta, coriza e dor de cabeça.

Sintomas de bronquite crônica

Os sintomas da bronquite crônica incluem tosse com produção de muco, falta de ar, cansaço, dor no peito e dificuldade para respirar. Os sintomas podem ser mais frequentes durante a noite ou ao realizar atividades físicas. Alguns pacientes também podem experimentar sibilos ou chiados ao respirar.

Como tratar a bronquite

O tratamento dependerá do tipo de bronquite contraída pelo paciente. Confira!

Tratamento de bronquite aguda

O tratamento da bronquite aguda depende da causa da inflamação, mas geralmente inclui repouso, uso de medicamentos para aliviar os sintomas, mudanças no estilo de vida, como evitar fumar ou exposição a alérgenos e, em alguns casos, uso de antibióticos.

Tratamento de bronquite crônica

O tratamento da bronquite crônica depende da gravidade dos sintomas e da causa. O tratamento inclui uso de medicamentos para aliviar os sintomas, tratamento para alergias, mudanças no estilo de vida e, em alguns casos, uso de medicamentos corticóides ou outros medicamentos para controlar a inflamação dos brônquios.

Fatores de risco que afetam a bronquite

Os principais fatores de risco para bronquite constituem: exposição a substâncias irritantes, produtos químicos, alergias, infecções respiratórias e doenças respiratórias crônicas, como asma.

A fumaça do cigarro contém várias substâncias irritantes, como monóxido de carbono e dióxido de nitrogênio, que podem irritar os brônquios e levar à inflamação e à bronquite crônica. O fumo também pode reduzir a função pulmonar e agravar a condição de alguém que já tenha bronquite.

Algumas pessoas com alergias respiratórias podem desenvolver bronquite crônica, pois certas substâncias podem irritar os brônquios e levar à inflamação. O tratamento inclui o uso de medicamentos para aliviar os sintomas e o tratamento da alergia, que pode envolver medidas como evitar exposição ao alérgeno e uso de medicamentos.

Algumas infecções respiratórias, como a gripe, podem levar à inflamação dos brônquios e resultar em bronquite aguda. A bronquite aguda geralmente desaparece após alguns dias, mas, em alguns casos, pode levar à bronquite crônica.

A asma pode aumentar o risco de desenvolver bronquite crônica, pois a inflamação crônica dos brônquios pode ser agravada pela inflamação crônica dos brônquios associada à asma. Além disso, algumas pessoas com asma também podem desenvolver bronquite aguda.

Complicações sérias

A bronquite pode causar complicações respiratórias graves, como pneumonia, doença pulmonar obstrutiva crônica, problemas cardíacos, insuficiência respiratória e até a morte.

A bronquite pode danificar os brônquios e permitir que bactérias entrem nos pulmões, podendo provocar a pneumonia. O tratamento para a pneumonia geralmente inclui uso de antibióticos, mas algumas pessoas podem precisar de cuidados hospitalares.

A doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) é uma doença respiratória crônica que se caracteriza por inflamação dos brônquios e dificuldade para respirar. A bronquite crônica é um dos principais fatores de risco da DPOC, pois a inflamação persistente dos brônquios pode danificar os pulmões e causar restrição do fluxo de ar. O tratamento geralmente inclui medicamentos para aliviar os sintomas, mudanças no estilo de vida e oxigenoterapia.

A bronquite crônica pode ocasionar problemas cardíacos, pois a inflamação crônica dos brônquios pode fazer com que haja aumento de pressão nos vasos sanguíneos e consequentemente do risco de doenças cardíacas. Além disso, o excesso de muco nos pulmões pode causar dilatação dos vasos sanguíneos e insuficiência cardíaca. O tratamento geralmente ocorre por medicamentos para aliviar os sintomas, mudanças no estilo de vida e, em alguns casos, para controlar a pressão arterial.

A bronquite crônica pode resultar em insuficiência respiratória, pois a inflamação crônica dos brônquios pode dificultar a passagem de ar nos pulmões. O tratamento geralmente envolve uso de medicamentos para aliviar os sintomas, oxigenoterapia e cuidados hospitalares.

Prevenção contra a bronquite

Algumas medidas podem ser tomadas para prevenir a bronquite, como evitar exposição à fumaça de cigarro, produtos químicos e alérgenos, lavar as mãos frequentemente, manter uma boa higiene respiratória e ter vacinas de rotina.

Tratamento bronquite: procure um especialista

É importante consultar um especialista se você estiver experimentando sintomas de bronquite, pois um profissional habilitado pode diagnosticar a doença e prescrever o tratamento adequado. 

Além disso, um médico pode ajudar a monitorar os sintomas, avaliar possíveis complicações e, se necessário, prescrever medicamentos adicionais para controlar a inflamação ou prevenir a progressão da doença, por exemplo, a tintura de hydrastis canadensis, extrato concentrado com álcool e plantas medicinais que contribui com o tratamento de bronquite e sinusite.

Entre em contato com a Farmácia Sempre Viva e solicite seu manipulado!

Vivian Costa
Vivian Costa

Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: http://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/

Artigos: 408

Deixe uma resposta