imagem de uma pessoa com sintomas de ácido úrico alto

Ácido úrico alto: sintomas e como evitar

Você já ouviu falar em ácido úrico alto? Essa condição pode causar complicações sérias para a saúde, mas, com informação e medidas preventivas, os níveis são mantidos sob controle. Saiba mais sobre isso agora e como tratar o ácido úrico adequadamente.

A função das purinas

As purinas são substâncias químicas presentes em diversos alimentos e em nosso próprio corpo. Durante o processo de metabolismo, as purinas são quebradas no organismo, produzindo o ácido úrico.

O que é ácido úrico?

O ácido úrico é uma substância natural encontrada no sangue, fruto do processo de quebra das purinas. Quando produzido em excesso ou não eliminado adequadamente pelos rins, o ácido úrico se acumula e cristaliza, especialmente nas articulações.

Qual a função do ácido úrico?

Apesar de sua má reputação, o ácido úrico atua como um antioxidante e protege o corpo contra danos celulares. No entanto, o equilíbrio é essencial. Quantidades excessivas são prejudiciais.

Sintomas do ácido úrico alto

O acúmulo excessivo de ácido úrico no organismo causa uma série de complicações. Quando o corpo não consegue eliminar ou processar adequadamente esse ácido, manifestam-se os sintomas relacionados à sua elevação. O mais conhecido é a gota, uma forma dolorosa de artrite, mas há outros sinais que indicam níveis altos de ácido úrico. Aqui, detalhamos alguns desses sintomas:

Gota

Este é, sem dúvida, o sintoma mais reconhecido do ácido úrico elevado. Caracteriza-se por:

  • Dor intensa e súbita em uma articulação, frequentemente no dedão do pé;
  • Inchaço, calor e vermelhidão na área afetada;
  • Ataques que geralmente acontecem à noite, podendo durar vários dias.

Tofos

Aglomerados de cristais de ácido úrico que se formam sob a pele, especialmente ao redor das articulações, os tofos manifestam em casos crônicos de gota e, geralmente, após anos de níveis elevados de ácido úrico sem tratamento adequado.

Pedras nos rins

A presença excessiva de ácido úrico no sangue causa a formação de pedras nos rins, que provocam:

  • Dor nas costas ou lateral;
  • Sangue na urina;
  • Dificuldade ou dor ao urinar.

Problemas urinários

Além das pedras nos rins, o ácido úrico elevado pode resultar em uma produção aumentada de urina ou na necessidade de urinar frequentemente, especialmente à noite.

Fadiga e mal-estar

A elevação do ácido úrico faz com que a pessoa se sinta constantemente cansada ou com sensação de mal-estar, mesmo sem um motivo aparente.

Dor e rigidez

Mesmo fora dos episódios agudos de gota, o excesso de ácido úrico causa dor e rigidez em várias articulações, desencadeando desconforto perseverante.

Reconhecer os sintomas é o primeiro passo para o tratamento adequado. Se você, ou alguém que conhece, experimenta esses sinais, é crucial procurar um médico para avaliação e orientação sobre abordagens mais viáveis de tratamento.

Como tratar ácido úrico?

O tratamento do excesso de ácido úrico impede as complicações associadas e melhora a qualidade de vida do paciente. Existem várias abordagens para tratar a hiperuricemia (níveis elevados de ácido úrico no sangue), com mudanças no estilo de vida e intervenções médicas. Detalharemos algumas das estratégias mais eficazes.

Medicamentos antigotosos

Prescritos para pacientes que sofrem de gota ou com risco significativo de desenvolvê-la devido ao ácido úrico alto.

  • Alopurinol e Febuxostat: ambos são medicamentos que reduzem a produção de ácido úrico no corpo e inibem a enzima responsável pela sua produção;
  • Probenecida: este medicamento ajuda os rins a eliminarem mais ácido úrico na urina, reduzindo-o nos níveis sanguíneos.

Mudanças na dieta

Consumir uma dieta balanceada e sobretudo evitar alimentos que possam inflamar o corpo ainda mais é uma maneira eficaz de controlar o ácido úrico.

  • Evite alimentos processados, industrializados, como embutidos, salgadinhos, doces, carboidratos refinados e bebidas alcoólicas, especialmente cerveja;
  • Prefira uma dieta rica em vegetais, frutas (in natura) com baixo teor de gordura;
  • Não consuma sucos (com exceção do limão, sem açúcar), pois são ricos em frutose e tendem a aumentar marcadores inflamatórios como o ácido úrico.

Aumento da ingestão de líquidos

Beber bastante água contribui para a diluição do ácido úrico e promove excreção pela urina.

Perda de peso

A obesidade eleva os níveis de ácido úrico. A perda de peso, quando saudável e gradual, reduz esse risco.

Evite o consumo excessivo de álcool

O álcool interfere na eliminação do ácido úrico do corpo. Portanto, é aconselhável moderar seu consumo.

Fale sobre suplementos com seu médico

Alguns suplementos, como a vitamina C, reduzem os níveis de ácido úrico. No entanto, sempre é recomendado conversar com um profissional de saúde antes de iniciar o consumo de qualquer suplementação.

Evite medicamentos que aumentam o ácido úrico

Alguns medicamentos, como diuréticos e aspirina em doses baixas, aumentam os níveis de ácido úrico. Se você estiver tomando um desses medicamentos e tiver problemas com ácido úrico alto, converse com seu médico para avaliarem possíveis alternativas.

Fitoterápicos

Produtos naturais, como o Terminuric, da Farmácia Sempre Viva, são feitos com princípios ativos extraídos da natureza, que auxiliam na regulação do ácido úrico no organismo.

Alimentos para o controle do ácido úrico

A dieta equilibrada é crucial no controle dos níveis de ácido úrico. Os alimentos mais recomendados são:

  • Frutas cítricas, como o limão;
  • Alcachofra;
  • Cenoura;
  • Alho;
  • Ingestão adequada de água para ajudar na eliminação do ácido.

A Farmácia Sempre Viva se dedica ao bem-estar e à saúde. Apresentamos o Terminuric, uma solução natural, que auxilia no controle do ácido úrico alto, proporcionando uma qualidade de vida melhor para quem sofre com esse problema. O principal ingrediente, a “Terminalia bellerica”, é uma potente aliada na regulação do ácido úrico.

Conhece alguém que precisa controlar o ácido úrico? Recomende o Terminuric da Farmácia Sempre Viva e contribua para promover uma vida mais saudável!

Confira: ubiquinol para que serve

Vivian Costa
Vivian Costa

Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: http://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/

Artigos: 413

Deixe uma resposta