Aromaterapia: Óleos essenciais

Você sabe que a gente adora falar sobre autocuidado, né?

Então, hoje vamos falar sobre um assunto que tem tudo a ver com isso: a aromaterapia.

Talvez você já tenha visto alguém falando sobre isso no seu feed, mas se você não sabe muito sobre o assunto, não tem problema. Criei este conteúdo super especial para você conhecer os benefícios da aromaterapia. Vamos juntos nessa jornada de autocuidado?

Pense nos cheiros que trazem as melhores lembranças para você. É na memória olfativa que se baseia a aromaterapia.

Mas, o que é aromaterapia?

É uma prática terapêutica em que os óleos essenciais naturais são utilizados para melhorar e contribuir com o bem-estar, trazendo mais equilíbrio para o corpo e a mente.

Atualmente, a aromaterapia é vista como um recurso terapêutico reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Assim, a prática é uma linha complementar de tratamentos de saúde, agindo como coadjuvante em muitos tratamentos. É uma medicina natural que atua de maneira preventiva e curativa.

Atuação no organismo

Ao inalarmos um aroma, uma mensagem é enviada ao bulbo olfativo. Esta mensagem é enviada à amígdala, órgão ligado às emoções, fazendo com que o cérebro produza uma reação de acordo com as memórias que se tem de cada aroma. Além das sensações e memórias que eles são capazes de criar.

Cada óleo é composto de partículas com benefícios distintos que, ao serem liberadas, ajudam a pessoa a alcançar saúde e bem-estar.

Benefícios

Traz benefícios desde a parte funcional até a patológica. Pesquisas científicas validam os inúmeros benefícios à saúde dos óleos essenciais. Ajuda a melhorar a disposição, o humor e a criatividade, pode agir no alívio de tensões e melhora da qualidade do sono, além de rejuvenescer a pele, limpar os ambientes e dar sabor às comidas.

Óleos essenciais

São óleos naturais concentrados. Compostos voláteis, encontrados na planta toda, ou seja, nas raízes, tronco, casca, folhas, flores, frutas e resinas.

Como utilizá-los:

Os óleos essenciais podem ser usados de dois modos: aromático ou tópico.

Aromático: inalação direta, ou seja, passar o óleo essencial nas mãos e inspirar. Também pode ser realizado por meio de difusores, que são dispositivos que vaporizam o óleo essencial no ambiente.

Seguindo a linha de inalação direta, podemos utilizá-los em forma de spray nasal, no caso a Pinetonina, um blend de óleos essenciais, escolhidos cuidadosamente por suas propriedades de promover o relaxamento e o bem-estar, assim aplicada atinge regiões do sistema nervoso central modulando as ondas cerebrais.

Tópico: os óleos essenciais são facilmente absorvidos pela pele e entram na corrente sanguínea, podendo ser usados, no caso de massagens. É importante ressaltar que os óleos essenciais nunca devem ser aplicados diretamente na pele, uma vez que são muito concentrados, podem causar irritação. Primeiro precisa diluí-los em um óleo carregador vegetal. Esses óleos também têm propriedades terapêuticas que são potencializadas ao combiná-los com os óleos essenciais.

Cada óleo tem as suas particularidades e é usado para tratar diferentes casos. Por isso, separei alguns deles para ficar mais claro o que é essa medicina dos óleos essenciais e os benefícios.

Menta piperita

Estimulante do sistema nervoso e tônico é alivia estafa, náuseas, dores de cabeça e enxaqueca. Expectorante, descongestionante e anti-inflamatório é indicado para problemas respiratórios, asma, bronquite, tosse e resfriados.

Lemongrass

Age como analgésico, antibacteriano, anti-inflamatório, antisséptico, revitalizador, sedativo e tônico vasodilatador.

Lavanda

É ótimo para combater insônia, ansiedade, estresse, bruxismo, cólicas menstruais, hipertensão, TDA/TDAH, pele ressecada, assadura, cicatrizes, queimaduras, relaxante.

Espero que este post tenha deixado um gostinho de “quero mais”. Por isso, fique ligadinho em nossas redes virtuais e fique por dentro de tudo!

Imagem padrão
Lucas Melo
Mineiro, cristão, apaixonado por fotografia e compartilhar o meu lifestyle em minhas redes. Amo estar por dentro quando o assunto é autocuidado e qualidade de vida!
Artigos: 1

Deixe uma resposta