Hackeie seu envelhecimento e fadiga com a Coenzima Q10

A coenzima Q10 (CoQ10) é um suplemento que ganha cada vez mais popularidade. Neste artigo vamos explicar o que é a Coenzima Q10, por que ela é tão importante para nós e por que suplementar? Também vamos abordar como a Coenzima Q10 tem melhora comprovada no anti-envelhecimento, fadiga e na performance esportiva.

O que é Coenzima Q10 – CoQ10?

A importância da Coenzima Q10 se dá por ser um dos principais ingredientes para a produção de energia, já que participa do processo mitocondrial que alimenta nosso corpo em nível celular com a produção de adenosina trifosfato (ATP).

A CoQ10 é encontrado naturalmente no corpo e funciona nas mitocôndrias da célula. As mitocôndrias são responsáveis ​​pela energia das células do nosso corpo.

Ou seja, você precisa de Coenzima Q10 para produzir energia em seu corpo!

A CoQ10 é produzida naturalmente pelo organismo, mas o passar dos anos, nosso organismo produz menos essa molécula, sendo necessária sua suplementação.

Por que suplementar com Coenzima Q10 – CoQ10?

Quando entramos na casa dos trinta anos, naturalmente não estamos produzindo tanto CoQ10 quanto produzimos em nossos anos mais jovens, e nossa produção continua a diminuir à medida que os anos passam.

Embora esse seja um fenômeno natural, muitos de nós sofrem com uma série de doenças degenerativas associadas às mitocôndrias disfuncionais causadas pela deficiência de CoQ10. Assim, o uso preventivo de CoQ10, ou seja, a suplementação da Coenzima Q10 poderia começar na faixa final dos 40 anos de idade.

Normalmente, os médicos naturopatas ou nutrólogos prescrevem a Coenzima Q10 com outros suplementos – para ativar a função mitocondrial.

Esses suplementos podem ser: creatina monohidratada, vitamina C, vitamina E, ácido alfa-lipóico, tiamina (vitamina B1), riboflavina (B2), niacina (B3), L-carnitina ou L-arginina. Outros incluem D-ribose, PQQ, magnésio e ácidos graxos de cadeia média.

Nossa recomendação de suplementos para a função mitocrondial é a nossa Cápsula Anti-Fadiga, que contém Ácido Alfa Lipólico, Ácido Málico, L-carnitina, Metilcobalamina, Metilfolato, Magnésio Dimalato, além da Coenzima Q-10.

Longevidade e propriedades antienvelhecimento

Uma grande revisão de publicações feita pela Universidade de Oregon estabeleceu que a CoQ10 ajuda a neutralizar os radicais livres nas células. Nas mitocôndrias isoladas, a coenzima Q10 ajuda a proteger as proteínas da membrana e o DNA dos danos oxidativos.

Uma das características do envelhecimento é um declínio no metabolismo energético de muitos tecidos, especialmente fígado, coração e músculos esqueléticos. Verificou-se que as concentrações teciduais da coenzima Q 10 declinam com a idade, acompanhando assim as quedas relacionadas à idade no metabolismo energético. Estudos mais recentes sugeriram que a suplementação de coenzima Q 10 poderia atrasar o envelhecimento em camundongos, já que melhora a função das mitocôndrias.

Melhora no desempenho físico – Coenzima Q10 para performance esportiva

Alguns estudos encontraram uma melhora significativamente maior nas medidas do desempenho do exercício anaeróbico e aeróbico através da suplementação de coenzima Q 10.

Estudos mais recentes sugeriram que a coenzima Q10 poderia ajudar a reduzir o estresse oxidativo associado a danos musculares e a inflamação de baixo grau induzida pelo exercício extenuante.

Melhora “absurda” nos sintomas da fadiga

O fortalecimento do processo mitocondrial é profundamente útil para aqueles que sofrem com baixos níveis de energia.

Um estudo humano em 2005 com 13 pacientes confirmou isso:

Foram recrutados indivíduos com fadiga crônica inexplicável de etiologia desconhecida por pelo menos 6 meses.

A porcentagem de usuários que consideraram a suplementação com coenzima Q10 para com útil para sintomas da fadiga foi de “absurdos” 69%!

Deficiência de CoQ10

Sabemos que nossa alimentação sofre pela falta de ingestão de comidas saudáveis, apelo ao carboidratos refinados, açúcar e fast-foods.

Assim, fontes mais ricas de CoQ10 acabam sendo negligenciadas. A CoQ10 vem de uma variedade de fontes animais:

  • Carnes de boi, frango e porco;
  • Fígado;
  • Coração de porco e frango;
  • Sardinhas.

Outras fontes são o azeite de oliva extravirgem e as castanhas.

Embora atualmente não exista uma ingestão recomendada de CoQ10, 30-60 miligramas por dia (mg / dia) geralmente são recomendados por alguns pesquisadores. Pesquisas também sugerem que uma ingestão de 100-200 mg / dia pode ter um impacto positivo na saúde cardiovascular.

Embora a CoQ10 seja encontrada nos alimentos, normalmente não conseguimos atingir o nível mais baixo desses níveis sugeridos apenas através da dieta. Isso ocorre porque os alimentos mais altos em CoQ10 geralmente não fazem parte de nossa dieta, nas quantidades necessárias.

Não é surpresa que a deficiência de CoQ10 seja alta e associada a várias doenças, como:

  • Fibromialgia relacionada a ataque cardíaco (infarto pós-miocárdico);
  • Depressão;
  • Enxaqueca;
  • Infertilidade masculina;
  • Doença de Peyronie;
  • Mal de Parkinson.

Anticoncepcionais diminuem os níveis de Coenzima Q10

As pílulas anticoncepcionais diminuem significativamente os níveis séricos de CoQ10. Este é o resultado de um estudo transversal realizado em 55 mulheres na pré-menopausa com ciclos menstruais regulares.

Estatinas diminuem os níveis de Coenzima Q10

As estatinas são uma classe de medicamentos prescritos amplamente no tratamento de níveis elevados de colesterol. Infelizmente, de fato, eles estão entre os medicamentos mais prescritos no mundo.

Esse grupo altamente controverso de drogas diminui o colesterol ao bloquear a enzima chave (HMG CoA redutase) na produção de colesterol do próprio corpo. Essa enzima é direcionada porque aproximadamente 80% do colesterol em nosso corpo é produzido internamente, não obtido da dieta.

Essa mesma enzima, no entanto, está envolvida na produção de CoQ10 (e também vitamina D, todos os hormônios sexuais, etc.); muitos dos efeitos colaterais adversos associados às estatinas (como dor e dano muscular) são teoricamente causados ​​por uma “deficiência induzida” de CoQ10.

A suplementação com Co Q10 é extremamente importante para quem faz uso de estatinas.

Biodisponibilidade da Coenzima Q10

Existe o problema que a CoQ10 não é muito biodisponível, ou seja, nosso corpo tem dificuldade para absorvê-la.

A Coenzima Q10 é lipossolúvel, ou seja, ela se dá melhor no ambiente com gorduras.

Uma pesquisa mostrou que as formulações à base de óleo, são melhores absorvidas que as formulações dispersas em água.

É por isso que a Mega Coenzima Q-10 da Farmácia Sempre Viva é Lipossomada, ou seja, manipulada em óleo de abóbora (que também possui inúmeros benefícios) e contém Vitamina E em sua composição, conferindo ainda mais benefícios desta vitamina lipossolúvel.

Fique atento, pois muitas opções de mercado de Coenzima Q10 estão disponíveis em óleo de soja.

Aonde comprar Coenzima Q10?

Saiba mais e compre online a Mega Coenzima Q10 da Farmácia Sempre Viva, produzida em óleo de abóbora, com alta capacidade de absorção.

Referências:

Malm C, Svensson M, Ekblom B, Sjodin B. Effects of ubiquinone-10 supplementation and high intensity training on physical performance in humans. Acta Physiol Scand. 1997;161(3):379-384. DOI: 10.1046/j.1365-201X.1997.00198.x

Weston SB, Zhou S, Weatherby RP, Robson SJ. Does exogenous coenzyme Q10 affect aerobic capacity in endurance athletes? Int J Sport Nutr. 1997;7(3):197-206.  DOI: 10.1123/ijsn.7.3.197

Abdizadeh L, Jafari A, Armanfar  M. Effects of short-term coenzyme Q10 supplementation on markers of oxidative stress and inflammation after downhill running in male mountaineers. Science & Sports. 2015;30(6):328-334. 

Díaz-Castro J, Guisado R, Kajarabille N, et al. Coenzyme Q(10) supplementation ameliorates inflammatory signaling and oxidative stress associated with strenuous exercise. Eur J Nutr. 2012;51(7):791-799. DOI: 10.1007/s00394-011-0257-5

Leelarungrayub D, Rawattikanon A, Klaphajone J, Pothong-sunan P, Bloomer RJ. Coenzyme Q10 supplementation decreases oxidative stress and improves physical performance in young swimmers Open Sports Med J 2010;4(1):1-8.

Ostman B, Sjodin A, Michaelsson K, Byberg L. Coenzyme Q10 supplementation and exercise-induced oxidative stress in humans. Nutrition. 2012;28(4):403-417.  DOI: 10.1016/j.nut.2011.07.010

Kapoor, Pragati and A. K. Kapoor. “Coenzyme Q 10 – A novel molecule.” (2013).

Palan PR, Magneson AT et al. Effects of menstrual cycle and oral contraceptive use on serum levels of lipid-soluble antioxidants. Am J Obstet Gynecol 2006; 194(5): e35-38.

Crane FL. Biochemical functions of coenzyme Q10. J Am Coll Nutr. 2001 Dec;20(6):591-8. DOI: 10.1080/07315724.2001.10719063

Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por cosméticos e tudo relacionado à beleza, saúde e atividade física foco da minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês.

Vivian Costa
Vivian Costa
Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por cosméticos e tudo relacionado à beleza, saúde e atividade física foco da minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês.