Melatonina: como usar de forma responsável?

A melatonina nada mais é que o hormônio do sono, responsável por avisar o organismo de que está na hora de desacelerar e se preparar para o descanso.

Por se tratar de uma substância que induz o sono, a suplementação de melatonina costuma ser utilizada por quem tem insônia. Contudo, é preciso utilizar esse produto de forma responsável. Acompanhe!

Para que serve a melatonina?

A melatonina sintética, ou seja, produzida em laboratórios, é idêntica à versão liberada pelo cérebro humano. Nesse sentido, ela serve para auxiliar pessoas que estejam passando por quadros de insônia ou tenham algum tipo de condição que as impeçam de ter um sono reparador.

Como usar a melatonina?

É recomendável ingerir uma dose (no caso de pílulas, cápsulas e comprimidos) duas horas antes de dormir.

Para usar a melatonina de forma responsável, é fundamental respeitar a dosagem recomendada; caso contrário, o corpo pode não obter todos os benefícios ou, ainda, sofrer com a superdosagem da substância.

Ou seja, a dosagem não pode ser grande o suficiente para se manter no organismo no dia seguinte, e para isso é preciso respeitar a dosagem correta.

Importante: o uso de melatonina em excesso pode causar problemas bastante incômodos, como fadiga, dores de cabeça, sonolência durante o dia, confusão mental, irritabilidade, além de alterações na produção de outros hormônios igualmente importantes para o organismo.

Quando não se deve usar melatonina?

A melatonina não pode ser usada por pessoas com: distúrbios de coagulação do sangue; que estiverem fazendo uso de remédios para evitar e rejeição de órgãos após um transplante; pacientes com diabetes; casos de pressão arterial baixa ou alta.

Também não costuma ser recomendada para gestantes e lactantes, uma vez que ainda não há estudos que comprovem a segurança do uso nesse público.

Para quem a melatonina é indicada?

A melatonina traz diversos benefícios, sendo indicada em casos de:

  • Insônia;
  • Pessoas que viajaram e estão sofrendo de jet lag;
  • Pessoas que precisam ajustar a rotina do sono;
  • Idosos que sofrem de insônia (a produção natural de melatonina cai com o passar dos anos);
  • Pessoas que sofrem de distúrbios psiquiátricos e desordens neurológicas (de acordo com recomendação médica);
  • Crianças autistas (também com recomendação médica).

Quais são os efeitos colaterais da melatonina?

Se consumida nas dosagens recomendadas, a melatonina não tende a apresentar efeitos colaterais; porém, em alguns casos, pode causar dor de cabeça, náuseas e até mesmo sensação de tristeza (como em um quadro depressivo).

Herbatonin®: melhore sua qualidade de sono com a melatonina da Farmácia Sempre Viva

O Herbatonin® é uma melatonina desenvolvida pela Farmácia Sempre Viva, sendo à base de plantas e visando auxiliar naturalmente o corpo a equilibrar o ciclo do sono, garantindo que o organismo descanse por completo.

A melatonina da Farmácia Sempre Viva ajuda a regular o ritmo circadiano por meio de um sono reparador, sendo capaz de combater quadros de insônia.
Adquira o Herbatonin® pelo site da Farmácia Sempre Viva e aproveite para conhecer o catálogo de suplementos para a melhoria da qualidade de vida.

Imagem padrão
Vivian Costa
Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: https://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/
Artigos: 254

Deixe uma resposta