Imagem de mulher com a mão na perna verificando retenção de líquido

O que é retenção de líquido? Descubra o que é e como tratá-la

O que é retenção de líquido? Essa condição incomoda muita gente que sofre com o inchaço decorrente do excesso de líquidos no corpo.

Entenda o que é a retenção e como combatê-la com eficiência.

O que é retenção de líquido

A retenção de líquido é o acúmulo excessivo de líquidos entre as células do organismo. Essa condição pode ter diversas causas, as quais vamos mencionar daqui a pouco, mas é importante salientar que há formas práticas e muito eficientes de combater o inchaço decorrente da retenção.

Sintomas e causas da retenção de líquido

O inchaço, que se forma principalmente, em mãos, pernas, pés, região do abdômen e costas, pode apresentar alguns sintomas e causas específicas. Confira a seguir.

Principais sintomas

O principal sintoma da retenção de líquido é o aparente inchaço em locais do corpo, como pés, pernas, abdômen, costas, braços e rosto.

Também é bastante comum que pessoas com retenção de líquidos não sintam tanta vontade de urinar, porque o organismo não consegue eliminar o líquido que está retido entre as células.

Para saber se está com retenção de líquido, experimente pressionar o dedo no local que aparenta inchaço por cerca de 30 segundos.

Após remover o dedo do local, se a região ficar marcada é um forte indício de que o corpo está sofrendo de acúmulo excessivo de líquidos.

Causas

As principais causas da retenção de líquido são:

  • Dieta rica em sal refinado (e sódio), sobretudo alimentos industrializados;
  • Falta de atividade física;
  • Ficar muito tempo parado na mesma posição, seja sentado, seja de pé;
  • Pouca ingestão de água ou líquidos em geral, como chás;
  • Alterações no funcionamento da tireoide;
  • Cirrose hepática;
  • Doença renal;
  • Gravidez;
  • Problemas cardíacos, como insuficiência cardíaca ou cardiomiopatia;
  • Uso de determinados medicamentos, como pílula anticoncepcional e remédios para o coração ou pressão.

Mulheres sofrem mais com a retenção de líquidos?

Sim. As mulheres passam por alterações hormonais constantemente ao longo do ciclo menstrual, principalmente na fase pré-menstrual, que favorece a retenção de líquidos.

Em geral, mulheres entre os 20 e os 50 anos costumam relatar edema idiopático (pontos de inchaço), que pode estar relacionado às alterações hormonais, assim como ao estilo de vida, consumo excessivo de sal e sedentarismo.

Por que as grávidas costumam sofrer com a retenção de líquidos?

O corpo da mulher também passa por muitas alterações hormonais ainda mais intensas durante a gravidez. Trata-se de um processo natural, cujo intuito é prover ao bebê a quantidade necessária de líquidos.

Ainda, o próprio desenvolvimento do feto causa compressão na região abdominal, culminando em inchaço nas pernas, em razão da falta de circulação suficiente.

Para dirimir o problema, a mulher pode usar meias de compressão e ficar com as pernas elevadas.

Consumir álcool aumenta a retenção de líquidos?

Os nutricionistas confirmam que o consumo de bebida alcoólica provoca o aumento dos níveis de glicose e insulina.

O corpo absorve o açúcar presente no sangue e acaba retendo mais líquidos no corpo.

Além disso, o hábito de comer petiscos enquanto consome bebida alcoólica piora ainda mais o inchaço.

Sedentarismo facilita a retenção de líquidos?

O sedentarismo implica passar muito tempo na posição sentada. A falta de exercícios que estimulam a circulação sanguínea promove o cenário perfeito para a retenção de líquidos.

Os exercícios físicos ajudam na perda de gordura, incentivam a circulação sanguínea e diminuem a glicemia. Isso é tudo o que o corpo precisa para eliminar o excesso de líquidos.

Diabetes causa retenção de líquidos?

A diabetes pode provocar o desenvolvimento de doenças renais crônicas, já que agridem severamente os rins, que, se não funcionam adequadamente, tornam-se uma das principais causas dos edemas.

Basicamente, o corpo começa a perder proteína pela urina e diminui a pressão oncótica dos vasos sanguíneos, beneficiando a retenção de líquidos.

No mais, quando os rins deixam de filtrar corretamente, retêm mais sal e consequentemente mais líquidos.

Formas de acabar com a retenção de líquido

Há algumas maneiras conhecidas por serem eficientes no combate à retenção de líquidos. 

Fazer sessões de drenagem linfática

A drenagem linfática consiste em técnicas específicas de massagem, capazes de ajudar o corpo na eliminação do excesso de líquido retido entre as células.

A drenagem pode ser feita de forma totalmente manual, com movimentos ora suaves, ora bem marcados, para que surtam o efeito esperado.

Para realizar a drenagem, é preciso procurar um profissional especializado, como fisioterapeutas.

Criar uma rotina de exercícios físicos

Estabelecer uma rotina de exercícios físicos é uma forma bastante saudável e natural de diminuir a retenção de líquido, além de contribuir com o emagrecimento em geral.

Ao contrair os grupos musculares durante um exercício físico, fica mais fácil para o corpo forçar a eliminação de líquidos pela urina.

Tomar chás diuréticos

Quando o assunto é retenção de líquido, os chás sempre ajudam como uma espécie de remédio diurético. Algumas das melhores opções são:

  • Canela com gengibre;
  • Castanha-da-índia;
  • Cavalinha;
  • Centelha asiática;
  • Chá-verde;
  • Ginkgo biloba;
  • Hibisco;
  • Salsinha.

5 chás que ajudam a combater a retenção de líquidos

Falando em chás que ajudam a combater a retenção de líquidos, alguns merecem atenção, por serem grandes aliados na diminuição de edemas. 

Chá de dente-de-leão

A erva é muito popular e usada há anos em virtude do efeito diurético, que aumenta a produção de urina pelo corpo e ajuda a eliminar os edemas.

Por ser rico em potássio, o dente-de-leão atua no bom funcionamento dos rins; por isso, é um ótimo diurético.

Chá de salsinha

O chá de salsinha é considerado um remédio caseiro muito popular entre quem sofre com os inchaços. Estudos feitos com a planta mostraram que a erva consegue estimular o funcionamento dos rins e a produção de urina.

Chá de cavalinha

A cavalinha é outra erva muito famosa, por atuar como um diurético natural, ainda que não existam tantos estudos feitos com a planta.

Entretanto, um levantamento de informações constatou que o efeito diurético da cavalinha muito se assemelha ao de remédios feitos em laboratório.

Chá de funcho

O funcho, por sua vez, é uma planta utilizada como coadjuvante no tratamento de problemas na bexiga, pelo seu efeito diurético, que aumenta a produção de urina e ajuda a eliminar líquidos retidos no corpo.

Chá de hibisco

Por fim, o chá de hibisco se tornou muito popular, por conseguir promover efeito diurético no corpo humano. A atuação muito se assemelha ao de diuréticos em pó vendidos no mercado.

Ademais, o hibisco é uma planta que contém flavonoides, antocianinas e ácido clorogênico, substâncias que ajudam a regular a atividade do hormônio aldosterona, responsável pelo controle da produção de urina.

Investir em diuréticos

No tratamento para a retenção de líquidos, há algumas substâncias que agem como diuréticos, ou seja, como estimuladores à eliminação de líquidos.

Saiba mais: prata coloidal onde comprarprata coloidal

Quer saber o que é retenção de líquidos e como lidar com essa condição empregando fórmulas naturais? Continue no site e conheça nosso catálogo, que oferece suplementos diuréticos para ajudar no emagrecimento.

Vivian Costa
Vivian Costa

Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: http://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/

Artigos: 415

Deixe uma resposta