Mulher negra debruçada em uma bancada tomando glutamina no suco de laranja antes de ir para a academia.

O que é glutamina e para que ela serve

Você sabia que a glutamina desempenha um papel vital na manutenção da sua saúde e bem-estar? Este aminoácido não essencial, produzido pelo nosso organismo, é um verdadeiro herói silencioso, crucial para o funcionamento de diversos sistemas no corpo humano.

Mas, o que exatamente é a glutamina, para que serve e quais são os benefícios que ela proporciona?

Descubra tudo isso logo a seguir onde revelaremos o potencial deste suplemento que se torna cada vez mais conhecido e falado entre as pessoas!

Acompanhe e entenda!

O que é glutamina?

A glutamina ou L-glutamina é um aminoácido. Os aminoácidos são moléculas que desempenham muitas funções no corpo. Seu principal objetivo é servir como blocos de construção de proteínas, cruciais para o bom desempenho dos nossos órgãos.

A glutamina é classificada como um aminoácido não essencial, o que significa que nosso corpo é capaz de produzi-lo. Entretanto, há momentos em que as necessidades de glutamina do seu corpo são maiores do que a sua capacidade de produzi-la, já que este aminoácido é o mais abundante no sangue e em outros fluidos corporais.

Ela desempenha um papel importante no metabolismo celular, sendo um componente crucial na síntese de proteínas e na manutenção do equilíbrio ácido-base nos tecidos corporais.

Além disso, a glutamina atua como um combustível para células que se dividem rapidamente, como as células do sistema imunológico e do trato gastrointestinal.

A glutamina é um aminoácido importante. L-glutamina é a forma encontrada nos alimentos, suplementos e no corpo humano. Faz parte das proteínas do seu corpo e está envolvida na função imunológica e na saúde intestinal.

Glutamina: para que serve e benefícios

A glutamina atua como uma fonte de energia imprescindível para células intestinais e do sistema imune. Isso porque essas células necessitam de alto aporte energético para sua rápida multiplicação.

Além disso, em períodos de estresse, a substância tem papel fundamental na preservação da massa muscular, evitando o catabolismo proteico.

Outro aspecto notável da glutamina é o reforço que oferece à saúde digestiva. Ela contribui para a integridade do revestimento intestinal, para prevenir e recuperar o leak gut e o que evita que bactérias ou toxinas nocivas passem do intestino para o resto do corpo.

Um intestino em bom estado é sinônimo de uma saúde geral mais robusta.

E não para por aí: o fortalecimento da função imunológica está entre as funções da glutamina, ajudando a reduzir o risco de doenças e infecções.

Por fim, para aqueles que se dedicam a atividades físicas, entender para que serve a glutamina se torna ainda mais relevante. Após treinos intensos, ela ajuda na recuperação muscular ao repor os estoques de glutamina nos músculos e diminuir a sensação de dor.

Além de ser um combustível para as células do sistema imunológico, este aminoácido desempenha papel crucial na saúde mental. Sim, ele ajuda a melhorar o humor e a memória, além de potencializar o desempenho cognitivo.

Ainda, a glutamina é vital para manter o equilíbrio ácido-básico e para o transporte de nitrogênio e amônia entre os tecidos, processos indispensáveis para o bom funcionamento do organismo.

Assim, com tantos benefícios, fica claro que incluir esse suplemento na rotina é um passo inteligente para quem busca uma vida com mais saúde e bem-estar.

A glutamina é uma fonte de energia para as células intestinais e imunológicas. No intestino ajuda a manter a barreira intestinal íntegra e melhora a função imunológica, além de preservar os estoques de proteínas no corpo. Durante uma doença ou lesão, o corpo pode não ser capaz de produzir quantidade suficiente, sendo necessária sua suplementação.

Contraindicações e efeitos colaterais da Glutamina

Entender para que serve a glutamina é essencial antes de considerar seu uso.

A suplementação com glutamina é considerada bastante segura e tolerada. Como se trata de é um aminoácido produzido naturalmente no corpo e encontrado em muitos alimentos, não há preocupação de que seja prejudicial, desde que utilizada em quantidades normais. Estima-se que uma dieta típica pode conter de 3 a 6 gramas por dia, embora essa quantidade possa variar de acordo com os tipos e quantidades de alimentos consumidos.

No entanto, nem todos podem usufruir dos seus benefícios sem riscos. É crucial estar atento às contraindicações deste suplemento para garantir a segurança e o bem-estar.

Crianças e pessoas que enfrentam condições como acidose metabólica, uremia ou encefalopatia hepática devem evitar a suplementação com glutamina.

Estes estados de saúde podem ser agravados pelo uso deste aminoácido. Mais ainda, grávidas e sempre precisam de orientação médica antes de incluir a glutamina em sua rotina. A saúde delas e do bebê vem sempre em primeiro lugar.

Alimentos ricos em glutamina

Agora que você já sabe as principais questões sobre esse complemento, que tal descobrir quais são os alimentos que possuem maior concentração dessa substância?

As melhores fontes são encontradas em proteínas de alta qualidade, como carnes de gado criadas em pasto, aves e ovos de criação livre. Não esqueça dos peixes pescados em ambiente selvagem e dos nutritivos caldos de ossos.

Além disso, quem quer consumir mais alimentos que são fonte de glutamina, deve incluir na dieta o iogurte grego integral, produtos derivados do leite de cabra e queijo cottage.

E tem mais: vegetais como espinafre, couve, brócolis, aspargos e couves de Bruxelas são excelentes escolhas. Para os amantes de leguminosas e nozes, feijões, lentilhas e uma variedade de oleaginosas, incluindo amêndoas, cajus e nozes, também são riquíssimos em glutamina.

Como a glutamina é uma parte necessária das proteínas, praticamente qualquer alimento que contenha proteínas conterá alguma glutamina.

Dessa forma, ao longo deste artigo exploramos para que serve a glutamina, conhecemos seu papel crucial na saúde intestinal, no fortalecimento do sistema imunológico e na recuperação muscular pós-exercício. 

Além disso, destacamos os benefícios de incluir alimentos ricos em glutamina na dieta e como a suplementação pode ser uma aliada poderosa para aqueles que buscam otimizar sua saúde e desempenho físico.

Agora que você está bem informado sobre o que é glutamina, para que serve e como ela pode ser integrada ao seu estilo de vida, lembre-se da importância de personalizar qualquer suplementação à sua individualidade biológica — algo que nossa farmácia de manipulação faz com excelência.

Respeitando as prescrições dos profissionais de saúde e suas necessidades particulares, oferecemos formulações precisas e seguras para impulsionar ainda mais seus resultados.

Antes de considerar o uso da glutamina ou qualquer outro suplemento, consulte sempre um especialista. E se decidir pela suplementação personalizada, saiba que estamos aqui para atender às suas expectativas com rapidez e qualidade superior.Acesse hoje mesmo o site da Farmácia Sempre Viva e confira as opções de glutamina!

Vivian Costa
Vivian Costa

Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: http://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/

Artigos: 408

Deixe uma resposta