cenouras, ovos e outros alimentos que mostram para que serve o iodo

Saiba para que serve o iodo e quais seus benefícios

Entender para que serve o iodo é muito importante, já que esse mineral é fundamental à nossa saúde e qualidade de vida.

Saiba para que serve o iodo, seus principais benefícios para o corpo humano e onde encontrar o suplemento Lugol.

Para que serve o iodo?

Se você está se perguntando para que serve o iodo, saiba que esse mineral é essencial ao bom funcionamento de todo o organismo.

É importante obter iodo suficiente na dieta, pois ele regula os hormônios, além do desenvolvimento fetal.

Ele atua diretamente na produção dos hormônios tireoidianos T3 e T4, que, por sua vez, exercem papel crucial no metabolismo das células, sendo também responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento das crianças.

Quais seus benefícios?

Os principais benefícios do iodo ao organismo são:

Fundamental durante o crescimento

O iodo é uma das substâncias que integram o processo de crescimento. Ele é essencial para o bom funcionamento da glândula tireoide, local do organismo onde são produzidos os hormônios que agem no crescimento neurológico e físico das crianças.

Neurodesenvolvimento durante a gravidez

As grávidas precisam de mais iodo, isso porque a ingestão de iodo durante a gravidez está ligada ao desenvolvimento do cérebro dos fetos. Pesquisas mostram que as crianças de mães que tiveram deficiência de iodo durante a gravidez são mais propensas a crescerem com QI mais baixo e outros atrasos intelectuais.

Pergunte ao seu médico sobre a suplementação de iodo durante a gravidez.

Importante para o metabolismo

O iodo também é muito importante para a síntese dos hormônios que fazem o controle do metabolismo basal, dos carboidratos, gorduras, água e das proteínas e minerais. Até mesmo a temperatura corporal é influenciada.

Auxilia na eliminação de toxinas – detox de metais pesados

Durante o processo de eliminação de toxinas pelo corpo, o iodo pode ser muito eficiente contra determinadas substâncias, como mercúrio, flúor e chumbo.

E é justamente por conta dessa eliminação, que algumas pessoas passam mal no início da suplementação do Iodo. Ao eliminar as toxinas que estavam alojadas no tecido adiposo, elas podem migrar para o sangue, podendo causar enjoo, tontura ou gosto metálico na boca – é a chamada reação de Jarisch-Herxheimer. É seu corpo se livrando de coisas que não fazem bem.

Ajuda na manutenção do coração e de outros órgãos

Por atuar na síntese dos hormônios tireoidianos, o iodo também ajuda na manutenção do ritmo cardíaco e da pressão arterial.

É também muito importante para o funcionamento de outros órgãos, como ovários, fígado e rins.

Quais são os sintomas da deficiência de iodo?

Os sinais que seu corpo pode dar devido a deficiência de iodo são:

  • Depressão
  • Dificuldade em perder peso
  • Pele seca
  • Dores de cabeça
  • Letargia ou fadiga
  • Problemas de memória
  • Problemas menstruais
  • Hiperlipidemia
  • Infecções recorrentes
  • Sensibilidade ao frio
  • Mãos e pés frios
  • Confusão mental
  • Cabelo ralo
  • Prisão de ventre
  • Falta de ar
  • Função renal prejudicada
  • Fraqueza muscular e rigidez articular

Onde o iodo pode ser encontrado?

O iodo é especialmente encontrado em maiores concentrações nos seguintes alimentos:

  • Algas marinhas, incluindo a suplementação com a Ascophyllum nodosum Algea I-Plus (1g de I-Plus® Algea contém entre 800 mcg a 1100 mcg de iodo);
  • Kombu (2984 µg de iodo na porção de 1 g de alga japonesa);
  • Bacalhau (165 µg de iodo em 150 g do peixe);
  • Camarão (62 µg de iodo em 150 g);
  • Cavala (255 µg de iodo na porção de 150 g do peixe);
  • Merluza (100 µg de iodo em cerca de 150 g do peixe);
  • Pescada (75 µg de iodo em 75 g de pescada);
  • Mexilhão (180 µg de iodo na porção de 150 g);
  • Ovo (37 µg de iodo na porção de 70 g);
  • Sal iodado (284 µg de iodo na porção de 5 g);
  • Salmão (107 µg de iodo na porção de 150 g de peixe);
  • Wakame (4200 µg de iodo na porção de 100 g de alga japonesa).

Quando é indicado o suplemento de iodo?

A suplementação de iodo em altas dosagens deve ser recomendada por um médico, após investigação.

É importante ressaltar que a ingestão inadequada de alimentos ricos em iodo leva à produção insuficiente dos hormônios da tireóide – triiodotironina (T3) e tiroxina (T4), que afetam negativamente os músculos, coração, fígado, rins e o cérebro em desenvolvimento.

Os sintomas de deficiência de iodo incluem depressão, dificuldade em perder peso, pele seca, dores de cabeça, letargia ou fadiga, problemas de memória, problemas menstruais, hiperlipidemia, infecções recorrentes, sensibilidade ao frio, mãos e pés frios, confusão mental, queda de cabelo, prisão de ventre, falta de respiração, função renal prejudicada, fraqueza muscular e rigidez articular.

Os fatores de risco para deficiência de iodo incluem baixo teor de iodo na dieta, deficiência de selênio, gravidez, fumaça de tabaco, água fluoretada e clorada e alimentos goitrogênicos.

Para que serve o iodo

Conheça o suplemento Lugol

Agora que você sabe para que serve o iodo, nós, da Farmácia Sempre Viva, te convidamos para conhecer o Lugol, um suplemento que combina iodo metaloide e iodeto de potássio.

A deficiência de iodo pode afetar o sistema imunológico, sistemas hormonais, a produção energética, produção de vitaminas, produção sanguínea, sistema reprodutivo e sistema enzimático.

Pensando nisso, a Farmácia Sempre Viva elabora e comercializa o Lugol. Aqui pelo site você obtém todas as informações sobre o suplemento e pode tirar suas dúvidas com um de nossos farmacêuticos pelo chat. Confira!

Imagem padrão
Vivian Costa

Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: https://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/

Artigos: 308

Deixe uma resposta