Usos do óxido nítrico

O óxido nítrico (NO) é produzido naturalmente pelo organismo e se concentra nas paredes que revestem os vasos linfáticos e sanguíneos. Trata-se de um gás que promove a manutenção da saúde e pode trazer diversos benefícios ao corpo.

É interessante saber que apenas algumas décadas atrás foi descoberta a importância da molécula do óxido nítrico para o bom funcionamento de nossa saúde. Nomeada molécula do ano em 1992, anteriormente era um aspecto bastante desvalorizado da saúde humana. Vários anos depois, em 1998, três cientistas receberam o Prêmio Nobel pela descoberta de que o óxido nítrico é uma molécula-chave no sistema cardiovascular, já que ajuda a manter os vasos sanguíneos saudáveis e regula a pressão arterial.

Agora sabemos que o óxido nítrico pode melhorar a saúde de outras maneiras.

Tire suas dúvidas sobre essa molécula e veja para quem é indicada a suplementação:

O que é o óxido nítrico?

O óxido nítrico pode ser considerado uma molécula essencial à saúde humana. Produzido naturalmente pelo organismo por meio da metabolização do aminoácido arginina, ele age como um vasodilatador, ou seja, permite aos vasos sanguíneos relaxarem e expandir.

Essa mesma capacidade do ácido nítrico ajuda componentes, como oxigênio e nutrientes, a fluírem naturalmente por todas as partes do corpo humano.

Quais os diferentes usos do óxido nítrico?

O óxido nítrico pode ser utilizado visando aos benefícios para:

Pressão arterial

A molécula é produzida nas camadas que revestem as artérias, pelas chamadas células endoteliais, e ajuda os músculos lisos subjacentes a relaxarem, além de agir como um importante vasodilatador. Falando sobre o relaxamento propriamente dito, essa capacidade faz com que o revestimento dos vasos sanguíneos possa se dilatar ou aumentar de tamanho, diminuindo a pressão arterial como consequência.

Por último, o óxido nítrico mantém o formato adequado do endotélio, diminuindo as chances de estresse oxidativo e quadros inflamatórios.

Imunidade

O óxido nítrico também tem seu papel no sistema imunológico, no qual é produzido por macrófagos, uma espécie de glóbulo branco (leucócito) que engloba quaisquer partículas estranhas ou bactérias que estejam presentes no organismo.

A molécula liberada por esses glóbulos ajuda o corpo a matar parasitas, bactérias e, até mesmo, células tumorais (interrompendo seu metabolismo).

Disfunção erétil

Quando o organismo produz as quantidades adequadas de óxido nítrico, é possível auxiliar no tratamento da disfunção erétil.

A suplementação que incentiva o corpo a produzir óxido nítrico tem como objetivo aumentar o fluxo sanguíneo que vai para o pênis, ajudando a melhorar de forma significativa as ereções.

Cérebro

A molécula também é gerada no cérebro e está envolvida no processo de neurotransmissão. Basicamente, os benefícios do óxido nítrico aqui incluem proteger o cérebro contra distúrbios degenerativos, como a própria demência.

O composto, que como já falamos ajuda a erradicar bactérias e parasitas, também o faz no cérebro, servindo de arma contra fungos, vírus e células cancerosas.

Sistema gastrointestinal

No sistema gastrointestinal, o óxido nítrico ajuda a relaxar células musculares, auxiliando em processos envolvendo regular a secreção de muco, o peristaltismo intestinal e o ácido gástrico.

Ainda sobre os benefícios do óxido nítrico, o composto também está presente na remodelação óssea, na sinalização da insulina, na utilização de energia (ATP), na função respiratória, na biogênese mitocondrial e, até mesmo, no desenvolvimento e “fabricação” de energia celular.

Ou seja, a molécula desempenha as mais diversas funções e pode trazer diversas vantagens ao corpo. Faz muito sentido se preocupar com o quanto o corpo está conseguindo produzir desse composto essencial.

Óxido nítrico: onde encontrar

Mas, afinal, como aumentar a produção desse componente no corpo? Quando o assunto é óxido nítrico onde encontrar, a resposta não é tão simples.

Não há um alimento ou suplemento que forneça óxido nítrico pronto para o corpo. Na verdade, o que podemos fazer é consumir substâncias que são parte fundamental da sintetização da molécula.

Ou seja, ao consumir determinados alimentos ou suplementos, podemos incentivar o organismo a produzir mais óxido nítrico.

Sobre os alimentos, podemos destacar os vegetais ricos em nitrato, um composto que auxilia o corpo na produção do componente. O nitrato pode ser encontrado em vegetais como:

  • rúcula;
  • espinafre;
  • alface;
  • beterraba;
  • rabanete;
  • acelga.

Ao receber esses alimentos, o corpo humano é capaz de converter os nitratos em óxido nítrico e receber todo o leque de benefícios que mencionamos anteriormente relacionados à saúde do cérebro, do coração e até mesmo da vida sexual.

Suplementos

Hoje há suplementos que ajudam a fornecer o que o corpo precisa para intensificar a produção de óxido nítrico.

Os suplementos, como o comercializado pela Farmácia Sempre Viva, não contêm óxido nítrico em si, mas, sim, alguns componentes que favorecem a sintetização da molécula pelo corpo, como L-citrulina, L-arginina, nitrato e flavonoides.

Para quem é indicado o uso do óxido nítrico?

O suplemento de óxido nítrico é indicado para pessoas que buscam:

  • ajuda no tratamento da disfunção erétil masculina;
  • ajuda em quadros de pressão arterial alta;
  • ajuda a melhorar o desempenho em esportes e exercícios físicos (uma vez que o óxido nítrico otimiza a resistência e a recuperação);
  • auxílio para diminuir a dor muscular;
  • auxílio no tratamento de diabetes tipo 2;
  • auxílio no caso de carência de óxido nítrico no corpo, havendo a necessidade de suplementar para alcançar níveis ideais de produção.

Aumento de idade, menor produção de óxido nítrico

Alguns estudos mostram que a produção de óxido nítrico no corpo humano é reduzida com o avançar do envelhecimento, e isso é uma consequência de uma série de doenças ligadas ao aumento da idade.

A redução de óxido nítrico circulante está associada ao aumento do risco cardiovascular e também funciona como um valor preditivo para evolução da doença de Alzheimer.

À medida que envelhecemos, perdemos 85% de nossa capacidade de produzir óxido nítrico.

O óxido nítrico possui efeitos colaterais?

Assim como toda substância, o óxido nítrico deve estar presente no organismo de forma equilibrada, ou seja, sem excessos, caso contrário pode causar alguns efeitos colaterais, como diarreia, desconforto estomacal e fezes e urina escurecidas.

Encontre suplemento de estímulo ao óxido nítrico na Farmácia Sempre Viva

A Farmácia Sempre Viva (FSV) desenvolve e comercializa suplementos levando em consideração as necessidades de seus pacientes, e pelo site você encontra suplemento de estímulo à produção de óxido nítrico, visando melhorar a saúde e a disposição de quem busca mais qualidade de vida.

Adquira seu suplemento pelo site e aproveite para conferir o amplo catálogo da FSV.

Imagem padrão
Vivian Costa
Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: https://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/
Artigos: 275

Deixe uma resposta