vitamina d

Vitamina D pode diminuir risco de doenças autoimunes

Chances de desenvolvimento de doenças autoimunes diminuem em até 22%

Segundo análise realizado no Brigham and Women’s Hospital, o segundo maior hospital universitário da Escola de Medicina Harvard, pelo portal TecMundo, a vitamina D, quando ingerida, pode diminuir as chances de doenças autoimunes, como a psoríase e artrite reumatoide. A investigação durou cerca de cinco anos e foi feita com participantes que tomaram doses de 2000 IU de vitaminas, ao dia. Outros, tomaram placebo. Na comparação entre ambos os grupos, aqueles que tomaram a vitamina D tiveram as chances de desenvolvimento de doença autoimune reduzidas em até 22%. 

“Esta é a primeira evidência direta que temos de que a suplementação diária pode reduzir a incidência de doenças autoimunes e o que parece ser um efeito mais pronunciado após dois anos de suplementação de vitamina D. Esperamos aprimorar e expandir nossas descobertas e incentivar as sociedades profissionais a considerar esses resultados e dados emergentes ao desenvolver futuras diretrizes para a prevenção de doenças autoimunes na meia-idade e em adultos mais velhos”, afirma a autora principal do estudo ao site The Harvard Gazette. A pesquisa contou com mais de 20 mil participantes, entre mulheres e homens, com 50 anos ou mais.

Vitamina D e óleo de peixe podem ajudar na prevenção de doenças autoimunes

Ainda sobre a análise a respeito da vitamina D, que possui ligação com o Protocolo de Coimbra, por exemplo, a investigação também abordou os benefícios do óleo de peixe. A dosagem tomada pelos participantes, segundo os Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos, é duas a três vezes a dose diária indicada de vitamina D para adultos (0.64 mg para pessoas com até 69 anos e 0.85 mg para indivíduos com 70 anos ou mais). 

Na descoberta de conexão entre a ingestão de 1.000 mg do ácido graxo ômega-3 (óleo de peixe) e a diminuição de doenças autoimunes, a associação, do ponto de vista estatístico, não foi relevante, até que casos possíveis de distúrbios autoimunes, e não apenas confirmados, fossem considerados na investigação. Em contrapartida, constatou-se que ingerir vitamina D e óleo de peixe, ante o efeito do placebo, pode reduzir 30% a incidência de doenças autoimunes.

Nas doenças autoimunes, o sistema de defesa natural do organismo reconhece as células normais como invasoras, iniciando um processo de destruição. Por exemplo, em casos de artrite reumatoide, o sistema combate o revestimento das articulações, causando inflamações, dores e inchaço. Na psoríase, as células T hiperativas originam inflamações, que provocam machucados escamosos na pele.

Vivian Costa
Vivian Costa

Olá, sou a Vivian Costa, Farmacêutica, apaixonada por saúde preventiva, antienvelhecimento e beleza, com foco para minha Farmácia de Manipulação; a Sempre Viva. Estou sempre atenta às novidades, adoro desenvolver novas fórmulas e vou compartilhar um pouco de tudo com vocês. Veja um pouco da minha trajetória em: http://blog.farmaciasempreviva.com.br/curriculo/

Artigos: 408

Deixe uma resposta